Quem pode fazer saque extraordinário do FGTS?

Aplicativo Caixa Econômica Federal- FGTS.

saque extraordinário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) está disponível para nascidos em julho desde o sábado (21). A partir da próxima quarta-feira (25) será liberado para aniversariantes de agosto, no próximo sábado (28) será a vez de quem nasceu em setembro.

O benefício começou a ser depositado no dia 20 de abril (para nascidos em janeiro). Cada trabalhador contemplado poderá sacar até R$ 1.000, de acordo com o valor disponível na sua conta do FGTS.

As liberações dos valores estão sendo feitas conforme o mês de nascimento dos trabalhadores e os saques podem ser realizados no máximo até o dia 15 de dezembro.

Após este prazo, os valores que não forem retirados, gastos ou transferidos, retornarão para a conta do FGTS do trabalhador.

Para consultar o seu valor disponível basta acessar o site ou baixar o aplicativo do FGTS no smartphone ou tablet.

Confira abaixo o calendário do Saque Extraordinário, divulgado pela Caixa Econômica Federal:


Calendário de pagamento no saque extraordinário do FGTS / Agência Brasil

Como receber?

Assim que o valor for liberado, o crédito do Saque Extraordinário do FGTS estará disponível na Conta Poupança Social Digital da Caixa, aberta pela Caixa em nome dos trabalhadores.

Se você aceitar cadastrar a biometria no sistema, deve enviar uma foto de algum documento oficial e o crédito poderá ser recebido em conta corrente ou poupança de qualquer banco.

Todos os trabalhadores que possuem FGTS têm o direito ao saque, mas quem não quiser retirar o dinheiro deve acessar o aplicativo do FGTS ou ir em alguma agência Caixa informar que não deseja receber o crédito. Neste caso o dinheiro permanecerá na conta do FGTS do trabalhador.

O acesso aos valores das contas do fundo geralmente só pode ser feito em situações específicas como demissão sem justa causa, compra da casa própria ou aposentadoria. O governo federal, no entanto, publicou uma Medida Provisória liberando este saque extraordinário.

Fonte: Brasil de Fato

Compartilhar: