Ipespe: maioria da população é contra a privatização da Petrobras

 A pesquisa XP/Ipespe divulgada nesta sexta-feira (20), que mostra a liderança do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na corrida presidencial, inclui uma avaliação sobre a tese da privatização da Petrobras. Na semana passada, o recém-empossado ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, pediu a inclusão da estatal no programa de desestatização do governo. Segundo o Ipespe, 49% da população se diz contra a privatização da empresa, enquanto 38% é favorável.

Para 44% dos entrevistados, os preços dos combustíveis aumentariam mais com a privatização. Enquanto para 19% diminuiriam e 26% acham que ficaria igual.

No entanto, a pesquisa – contratada pela XP Investimentos – faz uma pergunta capciosa aos entrevistados: “Caso a privatização da Petrobras leve à diminuição dos preços de combustíveis, o(a) sr(a) seria a favor ou contra a sua privatização?” Nesse caso, 67% seriam favoráveis à desestatização, ante 27% contra e 7% que não sabem ou não responderam.

É curioso observar que tal questionamento da pesquisa Ipespe é a principal tese do governo neoliberal de Jair Bolsonaro para justificar qualquer privatização. Como no caso da Eletrobras, sob o argumento de que as tarifas, sob a iniciativa privada, vão diminuir, quando vai acontecer exatamente o contrário.

Fonte: RBA

Compartilhar: