Unegro Camaçari/BA: formação e informação são essenciais no enfrentamento da violência

Com o objetivo de fomentar ações estratégicas e enfrentar o racismo, feminicídio, LGBTfobia, intolerância religiosa, ataques aos direitos trabalhistas e a opressão do capitalismo no mercado de Trabalho, a Unegro realizou nesta quarta (21), no Município de Camaçari, na Bahia, o debate “Resistência Negra, e as Estratégias de Luta Para Combater a Opressão e o Racismo”.

“Nossa proposta é reforçar nosso debate em torno destas pautas e melhor se posicionar na luta em curso. Empoderar, formar e informar! Esses serão nossos pontos de partida”, afirmou o presidente da Unegro Camaçari, Naelson Pereira, durante abertura do evento.

O evento aconteceu no auditório do Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari e contou com a presença de cerca de 100 trabalhadores e trabalhadoras. A abertura do evento se deu com um vídeo da história de luta de Zumbi dos Palmares, seguido de saudações, palestras, provocações e debates com o plenário.

Para Everaldo Augusto, vice-presidente da Unegro, na Bahia, e Secretário Nacional de Trabalho Emprego e Renda do Estado, esse é momento de aglutinar e ocupar o espaço do trabalhador e da trabalhadora para debater saídas para um mundo melhor. “A garantia de melhores condições de trabalho, segurança, respeito é uma vida digna com todos os dispositivos assegurados pela Constituição deve ser o norte da luta nesta etapa”.

 
e6b06730 451e 4f00 82f8 e6f505804fa9
 
O evento contou com a participação: de Suzana Lima Secretaria de gênero da Unegro local; Aurino Pedreira – Militante da entidade e dirigente da CTB; Ana Cláudia – Assistente Social; Eldon – Secretário da juventude da Unegro; Ângela Arcanjo, Secretaria da Mulher Metalúrgica do STIM Camaçari; Pai Cosme – Coordenador da FENACAB; Jaqueline Andrade – Historiadora e palestrante, além dos parlamentares, Vereador Binho do dois de julho – PCdoB e Marcelino – PT.

Portal CTB – Com informações da Unegro na Bahia

Compartilhar: