Sem categoria

Servidores da Saúde da Bahia decidem nesta quarta (13) se vão paralisar atividades nas Olimpíadas

Servidores estaduais da Saúde se reúnem em assembleia convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado da Bahia (Sindsaúde-Ba) nesta quarta-feira (13), para discutirem e deliberarem se a categoria vai paralisar as atividades durante o período das Olimpíadas. A assembleia será realizada na Associação dos Funcionários Públicos do Estado da Bahia (Carlos Gomes), às 16h

Os trabalhadores da Saúde estão insatisfeitos com o tratamento dado pelo governo do estado, que até o momento não anunciou o reajuste salarial dos servidores públicos, que têm data-base em 1º de janeiro. O governo sequer chamou as entidades para negociar.

Muitos servidores já se encontram com salário base abaixo do mínimo. A situação dos servidores da Saúde é ainda mais dramática, pois a categoria vem acumulando perdas de direitos, através de medidas perversas praticadas pelo governo do estado nos últimos dois anos. Em 2015, o governador cortou a insalubridade de milhares de trabalhadores, o que representou uma redução de até 40% nos rendimentos. Agora, o governo se recusa a pagar a progressão por tempo de serviço no Plano de Carreira para grande parte da categoria, desrespeitando o Estatuto do Servidor.

Os servidores amargam perdas de mais de 18% em três anos, sendo 10,67% somente em 2015 e o restante resultado da política de parcelamento do IPCA em 2013 e 2014. O governo alega que não possui recursos, mas vem praticando um ajuste fiscal que penaliza somente o funcionalismo público, com as mudanças praticadas no Planserv e o corte de diárias e gratificações.

Os servidores já declararam que não vão abrir mão do reajuste salarial 2016. As entidades não vão aceitar mais esta medida desrespeitosa e perversa promovida pelo gestor estadual, que vem retirando direitos e confiscando o salário dos trabalhadores. 

Fonte: Sindsaúde BA

Compartilhar: