Seeb-SE manifesta repúdio à OAB-PE pelo pedido de prisão de liderança bancária

A Diretoria do Sindicato dos Bancários de Sergipe (Seeb-SE) repudia de forma veemente o ataque aos direitos da Lei de Greve por parte da OAB-PE, com o recente pedido de prisão da presidenta do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, Suzineide Rodrigues. A solicitação ainda não foi julgada pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT-PE).

Para a presidenta do Seeb-SE, Ivânia Pereira, a ação da OAB de Pernambuco simboliza a atual prática no Brasil de tentativa de criminalizar dos movimentos sociais e sindicais. A sindicalista também enviou Votos de Apoio e de Solidariedade a todos os bancários e bancárias em greve no estado de Pernambuco.  

MocaoRepudioOABPE

Em Recife, nessa sexta-feira (30), o sindicato realizou coletiva de imprensa na sede da entidade e contou com apoio de várias lideranças. O Comando Estadual da Greve se prepara para novas mobilizações caso a solicitação seja acatada pela Justiça pernambucana.

Suzineide Rodrigues afirmou na coletiva que “a responsabilidade pela abertura e convocação dos funcionários para o pagamento dos alvarás judiciais é exclusiva dos bancos. É atribuição sindical mobilizar a categoria por melhores condições de trabalho”. De acordo com a assessoria jurídica da instituição, a OAB cometeu equívoco porque “não existe uma relação de subordinação entre trabalhadores e sindicato, mas uma relação de cooperação. O que significa que não existe desobediência civil, portanto, as penas não devem ser aplicadas”.

Por Déa Jacobina – Seeb-SE com informações Seeb-SE

Compartilhar: