Sem categoria

RS: Setor privado defende reajuste ZERO para mínimo regional

De acordo com informações da CTB Rio Grande do Sul, as centrais sindicais defendem reajuste acima da inflação para os trabalhadores e trabalhadoras, já os empresários questionam a elevação no vencimento em 2019.  Dividido em cinco faixas, o mínimo regional é referência para profissionais informais ou de categorias não contempladas em convenções e acordos coletivos.

Guiomar Vidor, presidente da CTB-RS, informou que já solicitou reunião com a Casa Civil do governo Eduardo Leite. Neste ano, conforme o dirigente, a entidade pretende sugerir elevação de 8,43%, mais do que o dobro da inflação acumulada pelo INPC em 2018, quando ficou em 3,43%. No ano passado, as centrais sindicais buscavam avanço de 4,5%, superior ao reajuste de 1,81% proposto pelo Piratini e aprovado na Assembleia.

piso rs

Relembre

Em março do ano passado, a Assembleia Legislativa aprovou reajuste de 1,81% no salário, abaixo da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), com variação de 2,07% em 2017. Por causa da decisão, o valor do mínimo passou a R$ 1.196,47 na menor faixa, que envolve empregados domésticos e rurais, e a R$ 1.516,26 na maior, voltada a técnicos de nível médio.

Portal CTB – Com informações do Jornal Zero Hora

Compartilhar: