Sem categoria

Pressão dos educadores do CPERS/Sindicato impede mais uma vez votação do pacote de maldades de Sartori

Os educadores do Centro dos Professores Primários do Estado do Rio Grande do Sul (CPERS/Sindicato), pela quinta semana consecutiva, realizaram vigília na Praça da Matriz, em Porto Alegre, contra a votação do pacote de maldades do governo de José Ivo Sartori (PMDB).

Mais uma vitória dos educadores: sem a maioria qualificada de 33 votos de que precisa, o governo Sartori adiou outra vez a votação das PECs que eliminam a obrigatoriedade de realização de plebiscitos para a privatização de estatais, que alteram o calendário de pagamentos dos servidores e que acabam com o pagamento de licença remunerada para servidores que realizam atividades sindicais.

Assessoria de Comunicação Social – CTB Educação-RS

 

Compartilhar: