Sem categoria

Prefeitura de São Paulo oficializa o Fórum Permanente de Liberdade de Crença e Cultura de Paz

A Prefeitura de São Paulo comemorou nesta quinta-feira (21) o Dia Nacional do Combate à Intolerância Religiosa, que acontece simultaneamente ao aniversário da Secretaria Municipal de Promoção da Igualdade Racial. Para marcar a dupla data, foi realizada no auditório do Edifício Matarazzo a seção inaugural do Fórum Permanente de Liberdade de Crença e Cultura de Paz, que passa a ter status oficial com a sanção do prefeito Haddad.

“O Estado laico é uma conquista muito recente, de apenas 200 anos, e que culminou na própria realização da democracia. Mas isso não significa que o Estado não possa se envolver com a religião, porque ele tem, enquanto poder público, que garantir a liberdade religiosa. Isso vale para qualquer forma de intolerância”, explicou Haddad, em seu discurso. “Esse ato é para não deixar a pouca intolerância presente neste país prevalecer – é para ir de encontro a essa intolerância de forma pedagógica, mesmo porque, quando nós falamos em tolerância, no Brasil, a gente sabe muito bem que isso só vale para grupos específicos de pessoas”, continuou.

A sacerdotisa de umbanda Mãe Liliana D´Oxum foi uma das muitas autoridades religiosas presentes no ato, que contou com líderes católicos, evangélicos, judeus, candomblistas, umbandistas, budistas e ateus. Em sua interpretação, a campanha do combate à intolerância não pode ser encarada como uma disputa religiosa, mas como um processo civilizatório. “É nosso dever enquanto cidadãos lutar pelos direitos e pelo respeito, porque, em situações extremas, a perseguição religiosa motiva crimes de ódio. A legislação orienta que não se deve discriminar pessoas pela sua fé. O Brasil é um país laico, isto é, deve tratar de forma imparcial todas as crenças, mas, tendo maioria cristã, tem uma história de perseguição às minorias religiosas, especialmente as de matrizes africanas”, denunciou. Ela falou sobre a importância da Constituição de 88 para as religiões minoritárias, já que essa foi a primeira carta magna a tratar do assunto com isenção.

Falaram também os secretários municipais de Direitos Humanos, Eduardo Suplicy, e da Promoção da Igualdade Racial, Maurício Pestana. Enquanto Suplicy dedicou sua fala para recuperar o histórico de diversidade da metrópole paulistana – a “cidade dos mil povos”, na voz do ex-senador -, Pestana frisou a importância da cooperação intersecretarial no tratamento das questões religiosas: “O que nós fazemos aqui hoje não acontece de forma isolada. As políticas promovidas pela SMPIR e pelo Fórum terão efeito complementar a outras políticas municipais, como a crescente abordagem da cultura e histórica africana nas escolas definida pela secretaria de educação. Defender a tolerância religiosa é defender a cidadania plena, porque essa só se realiza com a proteção à liberdade religiosa”.

Ao final do evento, o prefeito anunciou a concessão da medalha 25 de Janeiro a deputada estadual Lecy Brandão (PCdoB-SP) – a primeira a ser concedida para um cidadão negro no estado. Haddad frisou a extensa contribuição cultural e o apoio contínuo às religiões de matrizes africanas como dois motivos para a concessão da comenda.

Programação Cultural

Além do ato público, a Prefeitura planejou um conjunto de eventos culturais para celebrar a oficialização do Fórum. A programação segue abaixo:

AUDITÓRIO DA PREFEITURA – 7º ANDAR – DIA 21/01 – QUINTA -14h00
Ato Público em Combate à Intolerância Religiosa

LARGO DO PAISSANDU – DIA 21/01 – QUINTA
10h00 às 18h00 Feira Afro
10h00 às 14h00 DJ Malê
14h00 às 15h00 Zango Coral Gospel
15h00 às 15h30 DJ Malê
15h30 às 16h30 Grupo Cigano Kelimaski
16h30 às 17h15 Afoxé Ilê Omo Dadá
17h30 Quarteto JASD (Hino Nacional)
17h32 Pronunciamento Autoridades
17h45 Mensagem de Paz Inter-religioso (representantes das religiões: católica, matriz africana, evangélica, judaica, islã)
17h50 Lançamento Campanha
18h00 Encerramento

LARGO DO PAISSANDU – DIA 22/01 – SEXTA
10h00 às 18h00 Feira Afro
10h00 às 14h00 DJ Malê
14h00 às 15h00 Soul da Paz
15h00 às 15h30 DJ Malê
15h30 às 16h30 Projeto Gospel Louva na Lage
16h30 às 17h00 DJ Malê
17h00 às 18h00 Deyse do Banjo
19h00 às 20h00 Na Palma da Mão e Reinaldo
20h00 Encerramento

VIADUTO DO CHÁ (PREFEITURA) – DIA 23/01 – SÁBADO
12h00 às 13H00 Maracatu Ilê Alafia
13h00 às 13h30 DJ Malê
13h30 às 14h30 Grupo Samba de Roda Herança da Raiz
15h00 Pronunciamento Autoridades
15h30 às 18h00 Roda de Samba (Comunidades)

Por Renato Bazan, Portal CTB, com informações da Secretaria Municipal de Promoção da Igualdade Racial de São Paulo

Compartilhar: