Sem categoria

Pesquisa aponta que Metrô de São Paulo transportou 1,095 bilhão de passageiros em 2017

Relatório da administração de 2017, divulgado pela direção do Metrô de São Paulo, nesta quarta-feira (28), aponta que o modal transportou 1,095 bilhão de passageiros em 2017. 

O dado considera todas transferências ao longo de todo o ano. Em 2016, esse número foi de 1,107 bilhão. O Metrô entende que a queda se deve “principalmente ao maior número de feriados em dias úteis”.

Uma outra hipótese é o avanço do número de desempregados em São Paulo. Em 2017, pesquisa  da Fundação Seade (órgão vinculado ao governo estadual) e do Dieese apontou que a grande São Paulo alcançou o maior índice de desemprego dos últimos 13 anos, 19% (mais de milhões de trabalahdores sem perspectivad e emrpego).

Cidade em movimento

O relatório ainda apontou que a média de passageiros transportados diariamente (média dia útil, considerando entradas e transferências), chegou a 3,7 milhões, mesmo número de 2016. O número de entradas, em 2017, foi um pouco superior em média nos dias úteis – 3 milhões contra 2,9 milhões em 2016.

Lucro

De acordo com a direção do Metrô, ainda com a queda de passageiros trabapostados, a estatal teve, em 2017, receita líquida operacional de R$ 2,634 bilhões, 4,6% superior ao ano anterior.

O que pesa é a dívida do governo estadual, que chega a R$ 200 milhões – número 30% superior à de 2016.

Governo deve e quem paga é o trabalhador

Para solucionar o problema da dívida do governo estadual, a direção do Metrô propõe dois caminho: Programa de Demissão Voluntária (PDV). O relatório aponta que 1.044 profissionais se inscreveram do programa.

Portal CTB – Com informações do Metrô

Compartilhar: