Pautas de negociações do Grito da Terra

As negociações do Grito da Terra Brasil 20009 continuam nesta quarta-feira (20), em Brasília. A Comissão de Negociação da Contag se reúne com os ministros da Previdência Social, José Pimentel, e do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi. Os sindicalistas também serão recebidos pela ministra da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, Nilcéia Freire, e pelo secretário executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), José Geraldo Fontelles.

Entre as reivindicações que serão apresentadas ao Mapa estão o aprimoramento dos sistemas de comercialização, zoneamento agrícola de risco climático e a implantação imediata do Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa). "Nossas reivindicações querem criar um novo modelo de gestão para o campo. A capacitação para o comércio, as ações para enfrentar questões da natureza e uma rede eficiente de saúde voltada ao cenário agrário são peças indispensáveis para a eficiência do trabalho rural", afirmou o secretário de Política Agrícola da Contag, Antoninho Rovaris.

Os eixos principais da pauta do GTB 2009, para o ministro José Pimentel, são a abertura de novas agências da Previdência Social nos municípios do interior e a capacitação tanto de servidores do INSS quanto de funcionários dos sindicatos. "Precisamos unificar a compreensão sobre a mudança na legislação previdenciária para o meio rural", explica José Wilson, secretário de Políticas Sociais da Contag.

Assalariados – O secretário de Assalariados e Assalariadas da Contag, Antônio Lucas, anuncia as reivindicações que serão apresentadas ao ministro Carlos Lupi: "Queremos o descontingenciamento do Programa Jovem Trabalhador, a implantação de um Programa Nacional de Emprego e Geração de Renda". O dirigente acrescenta que a Contag reivindica, ainda, a garantia do Seguro Desemprego para assalariados rurais com contrato por prazo determinado, de curta duração e contrato de safras, além do combate ao trabalho informal.
A Comissão de Negociação do GTB 2009 se reuniu nesta terça-feira (19) com representantes da Conab e com o coordenador geral de Monitoramento e Avaliação do Ministério do Desenvolvimento Agrária (MDA). A Contag exigiu do MDA que a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) não seja mais emitida pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e sim pelos Sindicatos de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais.

O ministro do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias, também recebeu a pauta de reivindicações do GTB 2009 e prometeu dar uma resposta concreta nos próximos dias.

Fonte: Juliana Oliveira, da Agência Contag de Notícias

Compartilhar: