Sem categoria

Nota da CTB em solidariedade à direção do Sinteam

É com extrema indignação e preocupação que a CTB vem a público manifestar a sua solidariedade e apoio à direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Amazonas (SINTEAM) que na tarde de terça-feira, 23, foram surpreendidos por Policias Rodoviários Federais, na sede da entidade, que relataram estar no local, a mando do Exército Brasileiro, para se informarem sobre uma reunião que seria realizada no Sinteam, onde seria planejada uma manifestação contra o presidente Jair Bolsonaro que vai participar, quinta-feira (25), de agenda no Estado. Foi uma flagrante e inaceitável tentativa de intimidação, que afronta o direito ao livre exercício de mobilizações no Brasil, consagrado na Constituição Federal.

Segundo relato da presidente do Sinteam, Ana Cristina, os policiais permaneceram por cerca de vinte minutos no sindicato, armados com fuzis sem que tivessem qualquer justificativa legal que justificasse tamanho desmando.

Em um momento onde a nossa democracia passa por grande instabilidade e riscos, após o golpe contra a presidente Dilma Rouseff em 2016 e a prisão arbitrária e ilegal do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, não podemos permitir que a sombra da Ditadura Militar e do obscurantismo se instale novamente em nosso País. Muito se lutou, muitas vidas foram ceifadas para a garantia dos direitos sociais e individuais que temos hoje, onde experimentamos uma sociedade democrática com participação política e liberdade sindical, do direito de se expressar livremente, do direito à educação, à saúde, à moradia, de ir e vir, do trabalho entre tantos outros direitos fundamentais.

Precisamos estar cada vez mais atentos aos riscos e ameaças que esse tipo de iniciativa traz e repudiar de forma veemente mais esse retrocesso. Não vão e nem irão nos calar!

Parabenizamos a direção do Sinteam que soube contornar a situação com coragem, firmeza e sabedoria, reafirmando o seu papel de luta e garantia dos direitos dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Estado do Amazonas.

A luta não pode parar!

São Paulo, 24 de julho de 2019

Direção Nacional da CTB

Compartilhar: