Sem categoria

Metroviários de PE decidem se realizam paralisação de advertência na 6ªfeira

Os metroviários de Pernambuco decidem nesta terça-feira se aceitam ou não a proposta de paralisação de advertência programada para a próxima sexta-feira (21). Uma assembleia geral convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresa Metroviárias e Conexos de Pernambuco (Sindmetro-PE), marcada para as 18h, irá deliberar pelo ato.

A categoria reclama que a Companhia de Brasileira de Transportes Urbanos (CBTU) não cumpriu o acordo em relação à revisão do Plano de Cargos, Carreiras e Salários nem sobre a melhoria da Assistência Médico Odontológica, firmado em 2013, pouco antes da Copa das Confederações, quando os trabalhadores ameaçaram cruzar os braços no período do torneio.

Além disso, o Sindmetro-PE clama por melhorias na segurança. “O pessoal da operação, que maquinistas e outras funções, convivem com a falta de segurança nas estações e trens. Depois da polêmica que envolveu a Polícia Ferroviária Federal (PFF) sobre a proibição do uso de armas, os problemas se acentuaram”, relata o presidente da entidade, Diogo Morais.

Outro assunto que será discutido na assembleia é uma possível paralisação agendada para 1º de março, dia do Galo da Madrugada. “Se a CBTU não apresentar uma proposta que agrade a categoria, nós vamos paralisar as atividades. Definiremos a questão nesta terça-feira (18)”, explicou Diogo.

Segundo o sindicalista, a CBTU teria se comprometido em firmar um convênio com a Polícia Militar para reforço na segurança durante o Galo. No entanto, de acordo com Diogo, nenhum esquema ainda foi apresentado pela empresa. “Os funcionários estão com medo de trabalhar no dia do Galo”, pontuou. No dia do desfile do bloco, o metrô do Recife transporta, em média, 370 mil usuários.

Portal CTB com agências

Compartilhar: