Incêndio atinge o Museu de História Natural da UFMG

Por Anderson Pereira*

O Museu de História Natural e Jardim Botânico da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) foi atingido por um incêndio na manhã desta segunda-feira. Parte do acervo foi consumido pelas chamas. As causas do acidente ainda são desconhecidas. Ninguém ficou ferido.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o incêndio teria começado às 6h25 num galpão anexo ao prédio da administração. Com a ajuda de funcionários que integram a brigada de incêndio do próprio Museu, o fogo foi apagado rapidamente.

Ainda assim, parte do acervo da instituição, que abriga cerca de 260 mil itens entre peças e coleção de plantas e reserva vegetal, foi atingido pelas chamas.

Em nota, a UFMG “agradece a ação rápida dos brigadistas e informa que estará, junto com diretoria e equipe do Museu, em busca de alternativas e soluções no sentido de reparar de forma célere os dados causados”.

Cultura pede socorro

O jornalista mineiro Fernando Morais lamentou o acidente nas suas redes sociais.

“A cultura brasileira está sendo destruída a olhos vistos. Quando não é na canetada, nomeando racista (Sérgio Camargo) para tomar contra da Fundação Palmares, é destruída pelo fogo”, afirmou ele.

Morais lembrou ainda do incêndio que atingiu o Museu da Língua Portuguesa, na cidade de São Paulo, em 2015, e do Museu de História Natural do Rio de Janeiro, consumido pelas chamas em 2018.

*Com informações da UFMG e Nocaute
Foto: Divulgação/Cobom

Compartilhar: