Grito pela saúde

“Trabalhador sem saúde não produz para colocar comida na mesa dos brasileiros”, protesta Maria Lúcia.

O secretário de Políticas Sociais da Fetag/MG, Marcos Vinícius Nunes, criticou o governo, por não ter dados sobre a saúde dos trabalhadores rurais, e também o papel da Funasa, responsável por estruturar a saúde em municípios de até 50 mil habitantes. “A Funasa tem orçamento de R$4 bilhões, mas não dialoga com os movimentos sociais”, conclui Nunes.

Fonte: Iara Balduino, Agência Contag de Notícias

Compartilhar: