Sem categoria

Em nota, CTB repudia salários atrasados dos servidores públicos no Rio Grande do Norte

Em repúdio ao não pagamento dos salários dos servidores públicos estaduais, a CTB/RN emite nota e cobra compromisso do governo estadual do Rio Grande do Norte.

“O atraso nos salários dos servidores públicos estaduais atinge boa parcela da sociedade potiguar e a situação tem se agravado e a CTB não pode deixar de reiterar que o governo estadual é o responsável para solucionar esse grave problema, não cabendo o ônus dessa decisão recair sobre os trabalhadores, que não podem ser culpabilizados pelo descontrole econômico gerado por um Golpe de Estado, que aliás o governador local e quase toda a bancada federal de deputados e senadores apoiou”, diz a nota.

Leia íntegra da nota aqui:

CTB/RN SE SOLIDARIZA COM OS TRABALHADORES DA ÁREA DE SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

A gravíssima crise financeira que se arrasta no Rio Grande do Norte atingiu patamares perigosos, atingindo a área de segurança pública, um dos setores responsáveis para garantir o bem estar e a tranquilidade dos cidadãos e basicamente parando a Polícia Civil e a Polícia Militar do RN.

O direito dos trabalhadores com relação à sua subsistência foi um dos primeiros direitos a serem reconhecidos pelas legislações trabalhistas inglesas do século XIX e, portanto, essa garantia é a base de qualquer relação de trabalho, em qualquer setor.

O atraso do pagamento dos salários dos servidores públicos estaduais atinge boa parcela da sociedade potiguar e a situação tem se agravado e a CTB não pode deixar de reiterar que o governo estadual é o responsável para solucionar esse grave problema, não cabendo o ônus dessa decisão recair sobre os trabalhadores, que não podem ser culpabilizados pelo descontrole econômico gerado por um Golpe de Estado, que aliás o governador local e quase toda a bancada federal de deputados e senadores apoiou.

A CTB exige que os gestores públicos, incluindo o Judiciário e o Legislativo, busquem soluções para resolver ou pelo menos atenuar a situação de milhares de trabalhadores que agora enfrentam o fantasma da falência financeira e da fome, algo impensável numa sociedade do século XXI.
Portanto a CTB se solidariza como todos os servidores públicos estaduais que estão enfrentando essa graves crise e especificamente aos policiais civis e militares que estão vendo sua situação individual se acirrar, assim como suas condições de trabalho se deteriorarem a olhos vistos.

Compartilhar: