Em ato conjunto, centrais mineiras irão relembrar 13 anos da Chacina de Unaí

13 anos após do assassinato de três auditores fiscais e um motorista que faziam fiscalização das condições de trabalho nas fazendas de Unaí, a justiça ainda não foi feita. Mesmo condenados a 100 anos de prisão, os envolvidos no crime estão em liberdade. Para lembrar a chacina, as Centrais Sindicais organizam Ato Público para próxima segunda-feira (30).

O evento acontecerá em frente à SRTE/MG, na Rua Tamóios, 596, no Centro de Belo Horizonte, às 9h da manhã.

O ocorrido é uma lembrança dolorosa para o movimento sindical, que em novembro do ano passado realizou, em reunião da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), um protesto em pedido de celeridade da execução das sentenças contra os mandantes do crime. Os acusados de participação já foram julgados e condenados, mas os irmãos Antério e Norberto Mânica, mandantes, e os intermediários Hugo Pimenta e José de Castro aguardam em liberdade o julgamento de recurso no Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), em Brasília.

Veja abaixo a carta assinada pela CTB, UGT, Nova Central, CUT, Intersindical e Força Sindical:

chacina unai panfleto mg

Da CTB-MG

Compartilhar: