Sem categoria

Educadoras e educadores da rede municipal de Feira de Santana (BA) paralisam nesta terça (25)

A APLB-Sindicato de Feira de Santana, no interior da Bahia lidera uma paralisação e ato público dos profissionais da rede municipal de ensino, nesta terça-feira (25), por valorização profissional e mais investimentos na educação pública.

aplb sindicato feira de santana

A paralisação foi aprovada em assembleia na sexta-feira (14). A concentração ocorre  às 8h30 na sede da APLB Feira de Santana (Avenida Getúlio Vargas, 159 – edifício Ana Müller, sala 201, centro).

A categoria reivindica o cumprimento da pauta que consiste na Alteração de Carga Horária de 20h para 40h, onde ainda resta professor que solicitou em 2016 e não foi contemplado. O cumprimento da Lei de Reserva de Carga Horária, causada pela falta professores em diversas escolas da rede municipal.

aplb feira de santana assembleia 14 9 2018

Sobre os precatórios do Fundef, onde não houve avanços e o governo do município não se mostra aberto a renegociar com a categoria, evidenciando a falta de respeito com o direito da categoria, reafirmamos a posição de 60% para os trabalhadores em educação, ativos e aposentados, e os 40% devem ser destinados por Lei para a Educação Municipal. Com esses recursos, muitas escolas que se encontram em situação precária, melhorariam, bem como todo o ensino público municipal, contudo, os recursos continuam parados, pela falta de avanço nas negociações por parte do governo municipal. Negocia prefeito!

Portal CTB com informações da APLB Feira de Santana

Compartilhar: