É hoje: mulheres recebem Dilma em São Paulo para defender direitos e a democracia

Acontece nesta sexta-feira (8), Encontro das Mulheres com Dilma em Defesa da Democracia, na Casa de Portugal, na capital paulista, a partir das 14h.

portuga

“As mulheres estão mostrando a sua força e impulsionando o movimento para a presidenta voltar ao cargo para o qual foi eleita”, diz Ivânia Pereira, secretária da Mulher Trabalhadora da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB).

A sindicalista afirma que o movimento das mulheres não é “apenas a defesa de um mandato, mas sim o respeito à escolha democrática de milhões de brasileiras e brasileiros, que elegeram a presidenta Dilma”.

Além disso, ela argumenta que o golpe está em andamento para acabar com as conquistas da classe trabalhadora. Ela cita a proposta de “idade mínima para a aposentadoria aos 70 anos, a terceirização escancarada, o desmonte da Secretaria de Políticas para as Mulheres e o cerceamento de diversos direitos e a proposta de mudança da Lei Maria da Penha, dificultando as denúncias”.

Leia mais

Mulheres encontram Dilma em ato pela democracia nesta sexta (8), em São Paulo

Além disso, afirma, “os direitos das mulheres correm sérios riscos com esse governo golpista e neoliberal”. Ela se refere aos inúmeros projetos em tramitação no Congresso Nacional mais conservador do período pós-ditadura, que visam dificultar a vida das mulheres.

Ela lembra ainda que a Comissão de Anistia aprovou nesta quarta-feira (6) anistiou pós-morte a  líder sindical rural, Margarida Maria Alves, que deu nome à Marcha das Margaridas, liderada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura. “É de suma importância o reconhecimento do Estado brasileiro do assassinato dessa guerreira do nosso povo”. Margarida foi assassinada em 1983, por lutar pela reforma agrária e pela igualdade de direitos.

Ivânia acredita que esse encontro de amanhã (sexta, 8), em São Paulo, fortalecerá a presidenta Dilma em sua volta ao Palácio do Planalto. “Somente com Dilma na Presidência poderemos convocar um plebiscito com ampla participação popular para decidir sobre novas eleições”.

Participações Culturais

Ilú Obá de Min
Luana Hansen
Sharylaine

Serviço

Encontro das Mulheres com Dilma em Defesa da Democracia

Sexta-feira (8), a partir das 16h
Local: Casa de Portugal São Paulo – Av. da Liberdade, 602 – Liberdade

Portal CTB – Marcos Aurélio Ruy

Compartilhar: