Defender o BNB é essencial ao país

Responsável por fomentar o desenvolvimento da região Nordeste, o BNB passa por ataques e ameaça de desmonte. Para chamar a atenção para a importância do banco nas mais diversas esferas, ressaltando o papel que a instituição desempenha na região mais pobre do Brasil. Por isso, foi realizada nesta terça-feira (17/09) uma audiência pública, na Câmara Federal, em Brasília, e o Sindicato dos Bancários das Bahia esteve presente, fortalecendo a luta em defesa do BNB.

Proposta pela AFBNB (Associação dos Funcionários do Banco do Nordeste do Brasil), a audiência teve como foco o debate de diretrizes para ações responsáveis pelo desenvolvimento integrado do país e à redução de desigualdades regionais. O presidente do Sindicato, Augusto Vasconcelos, lembrou o quanto o Nordeste foi esquecido ao longo dos anos, sendo uma atitude de reparação histórica o investimento no BNB, banco que além de desenvolver os estados mais carentes, gera dividendos expressivos para União.

Somente no primeiro semestre deste ano, a instituição obteve lucro de R$ 744,8 milhões. Apontando para a privatização, o governo Bolsonaro sucateia o banco público para privatizar e colocar o rendimento expressivo nas mãos de bancos estrangeiros, sem nenhuma responsabilidade com o desenvolvimento social. O BNB está presente nos mais importantes investimentos da região. O FNE (Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste), que também promove o desenvolvimento sustentável, vem sendo atacado, com recursos reduzidos e sofre um sério risco de acabar. A luta pelo BNB é garantir a sobrevivência de milhões de brasileiros que dependem dos recursos que o banco, além de manter o Estado forte.

Compartilhar: