CTB-RJ convida a população para o Ato Contra a Reforma da Previdência nesta quarta (7)

Depois de ocupar o Aeroporto Santos Dumont nesta terça-feira (6) pela manhã, a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, seção Rio de Janeiro (CTB-RJ) convida a todas e todos a lotar as ruas da capital fluminense nesta quarta (7), às 11h, no Ato Contra a Reforma da Previdência.

A concentração do protesto acontece na avenida Rio Branco esquina com a rua 7 de Setembro, no centro da cidade. “É fundamental nossa mobilização, por isso, a CTB-RJ convoca toda sua base social para se mobilizar para essa agenda da previdência nesse mês de fevereiro”, diz Paulo Sérgio Faria, o Paulinho, presidente da CTB-RJ.

“Com muita disposição, estaremos na Rio Branco, palco das grandes mobilizações do nosso estado para mais uma jornada de luta contra mais essa violência que esse governo golpista quer desferir contra a classe trabalhadora”, complementa.

Kátia Branco, secretária da Mulher Trabalhadora da CTB-RJ, ressalta que as mulheres são as que mais perdem com as reformas trabalhista e da previdência. “Querem igualdade na idade mínima de aposentadoria porque não conhecem a realidade das brasileiras”.

“Nós levantamos mais cedo e vamos dormir mais tarde. Temos jornada dupla e até tripla. Ganhamos menos e somos as primeiras a ser demitidas e assim temos mais dificuldade manter uma contribuição contínua à Previdência”, afirma.

Para ela, “a reforma da previdência é péssima para toda a classe trabalhadora, mas é a população mais pobre que mais sofre e as mulheres ainda mais”.

Paulinho conta que a CTB-RJ estará “denunciando essa mentira que o governo está divulgando através dessa mídia venal” em referência à propaganda do governo Temer em defesa da reforma da previdência.

“O governo gasta milhões para mentir sobre a Previdência e por isso nossa mobilização tem que aumentar. Temos que ir até as bases dos deputados, denunciar eles nas suas bases para que seus eleitores saibam de suas traições”, reforça.

Portal CTB – Marcos Aurélio Ruy

Compartilhar: