CTB pede emprego para jovens na Bienal da UNE

A Juventude da CTB-RJ encerrou, na sexta-feira (6), uma participação ativa na 9ª Bienal da UNE. Coordenada pelo secretário nacional de Políticas para a Juventude Trabalhadora da CTB, Vítor Espinoza, os jovens trabalhadores classistas participaram do maior festival de juventude da América Latina debatendo as políticas de cultura, a necessidade da inserção maior do debate classista na juventude e discutindo os rumos do nosso país em um momento de ataque aos direitos trabalhistas.

Leia mais

Bienal da UNE: Raízes do Brasil, formação e sentido do povo brasileiro

9ª Bienal da UNE volta ao Rio de Janeiro com o tema “VOZES DO BRASIL”

Espinoza avaliou a participação da entidade como sendo positiva, em especial pelo momento em que o encontro dos jovens classistas aconteceu. “Esse foi um momento muito importante para debatermos e encaminharmos as lutas da juventude da CTB. Foi nossa primeira reunião depois do pacote do governo Dilma, que retirou direitos principalmente da juventude trabalhadora, em especial o seguro desemprego.”

ENET bienal une 2015CTB participa de discussão sobre o ensino técnico no EnetNa terça-feira (3) os jovens classistas se reuniram em uma plenária que debateu temas como a Reforma Política e a necessidade do fim do financiamento privado das campanhas eleitorais; a democratização da mídia, a desmilitarização da polícia e o fim dos autos de resistência e; a necessidade da ampliação das políticas de assistência estudantil para a juventude trabalhadora. A Atividade contou com a presença do presidente da CTB-RJ, Ronaldo Leite, que avaliou a ação da CTB na Bienal como sendo “fundamental para a central trabalhar a inserção do jovem no mundo do trabalho já com a perspectiva de transformação social.”

Os jovens visitaram as instalações que recebiam o Encontro Nacional dos Estudantes do Ensino Técnico (Enet) da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), na quarta-feira (4). Prestes a entrar no mercado de trabalho, os milhares de estudantes presentes ao encontro debateram a questão da expansão da rede técnica e da necessidade de políticas de assistência estudantil. Foi aprovado também um documento que pede mais expansão, assistência estudantil, qualidade e acesso para os jovens ao ensino superior.Conjuve bienal un 2015Conjuve reivindica mais espaços para a juventude

“O direito à cidade, ao território e às políticas públicas de juventude” foi o tema debatido no 6º Diálogo Nacional de Juventude do Conjuve (Conselho Nacional de Juventude) e contou com a participação de Ladislau Dowbor (PUC-SP), Marina Ribeiro (Ibase), Regina Novaes (CNPq), Felippe Santana (Conselho Estadual de Juventude do RJ) e Felipe Peçanha (Mídia Ninja). No encontro, os cetebistas debateram a cidade e o uso dela pelo jovem.

O encerramento da participação cetebista na Bienal da UNE se deu no ato de encerramento da mesma, na sexta-feira (6), numa irreverente “culturata” que tomou a orla de Ipanema pedindo mais investimentos em cultura e mais avanços para o Brasil.

Por José Roberto Medeiros – CTB-RJ

Compartilhar: