CTB participa da Reunião da Coordenação Continental da Alba Movimentos

Como parte preparatória da 3ª Assembleia Continental da Alba Movimentos, em Lima, Peru, foi realizada a reunião da Coordenação Continental da Alba Movimentos nos últimos dias 4 e 5 de dezembro, de forma virtual. Estiveram presentes 40 organizações populares, movimentos sociais e entidades sindicais de 20 países do continente americano.

Foi realizado um informe de conjuntura pelo representante da Coordenação Continental, companheiro Gonzalo, da Argentina. Logo em seguida foi dado informes dos países. Pelo Brasil o companheiro da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – CTB, Carlos Rogério Nunes, fez o informe. Na reunião, a CTB representou a Alba Movimentos Capítulo Brasil

Ao fim foi aprovado a convocação para a 3ª Assembleia Continental, com propostas de alterações de composição na Coordenação Continental, assim como foram eleitas comissões para tratar de questões de metodologia, infraestrutura, comunicação e logística para a 3ª Assembleia Continental Alba Movimentos.

Carlos Rogério Nunes, da CTB

A Alba Movimentos – Articulação Continental de Movimentos Sociais e Populares para a Alba (Aliança Bolivariana para povos de Nossa América) – tem um importante projeto de construção de emancipação política, econômica e social para nosso continente americano.

Desde a primeira iniciativa em Mar Del Plata, Argentina, em 2004, onde se constituiu a Alba com os presidentes Hugo Chávez (Venezuela) e Fidel Castro (Cuba), passando pela “Carta de Belém”, em Belém (PA), no Brasil, no Fórum Social Mundial onde se construiu a base política de construção da Alba Movimentos, até agora no processo de construção da 3ª Assembleia Continental, no Peru, a Alba Movimentos tem papel de aglutinar os movimentos sociais americanos num projeto alternativo do atual capitalismo imperialista.

Por ser uma articulação de movimentos sociais e populares, a ALBA Movimentos luta por um projeto político e social oposto ao modelo capitalista imperialista e defende, ao mesmo tempo, a luta antirracista, feminista, e um socialismo indo-afro-americano.

Compartilhar:

Conteúdo Relacionado