CTB lança oficialmente o Projeto CORAL nesta terça-feira

A CTB inicia o ano de 2014 com um projeto ousado. Trata-se do CORAL, sigla para Centro de Organização, Apoio e Logística às entidades sindicais.Seu lançamento oficial será realizado nesta terça-feira (21), a partir das 10h, em São Paulo.

Segundo o presidente Adilson Araújo e o secretário geral Wagner Gomes, o objetivo principal da proposta é fortalecer os sindicatos e a organização da Central. “A CTB identifica, desde sua criação, a necessidade de se voltar mais para o reforço do projeto de fortalecimento de suas seções estaduais. O objetivo de se criar o CORAL vem no sentido de desenvolver uma política entrelaçada”, explica Adilson Araújo. “O objetivo do CORAL é fortalecer o sindicalismo. Ao contrário do que apregoa a grande mídia, as entidades sindicais têm grandes problemas financeiros no Brasil. Deixando de lado alguns grandes sindicatos, a maioria sobrevida a duras penas para defender os interesses de suas categorias”, complementa Wagner Gomes.

Os pressupostos que dão o alicerce para o projeto de estruturação do CORAL têm como principal objetivo garantir o pleno fortalecimento da CTB. “Esse trabalho está direcionado à Secretaria Geral, que terá como principal tarefa ser a condutora dessa ferramenta. Evidentemente que muitos sindicatos e as seções estaduais da CTB ainda não compreenderam o significado do que é realmente o CORAL. Se a gente parte do pressuposto que essa iniciativa vai garantir desde a certificação digital até a regularização do processo, seja de constituição, de regularização e regulamentação, isso tudo está casado com o projeto CORAL”, expõe o presidente da CTB.

wagner adilson ctbSegundo os dirigentes, a CTB, com o CORAL, vai procurar cobrir essa dificuldade dos sindicatos. “Iremos tratar dessa parte de regularização. Temos advogados em São Paulo e Brasília, que estarão prontos para resolver os problemas nos sindicatos de todo o país. O CORAL é a compreensão da CTB de que é preciso ajudar os sindicatos”, diz o secretário geral da entidade. “Sabemos o quanto é difícil tocar uma CTB estadual, por conta desses problemas financeiros. A partir desse entendimento vimos que é preciso organizar os sindicatos que não têm essa condição. Pelas nossas contas, há mais de 4 mil sindicatos no Brasil sem essa regularização. O dinheiro que a gente arrecada dos sindicatos maiores será aplicado junto às entidades menores”, sustenta Wagner Gomes.

PASSO A PASSO

Os sindicatos e seções estaduais da CTB precisarão seguir os seguintes passos para utilizarem o CORAL:

1. Solicitar o apoio do CORAL por meio do endereço eletrônico [email protected]
2. A partir dessa solicitação, a Secretaria Geral verificará e analisará a documentação do sindicato.
3. A Secretaria Geral dará seu parecer a respeito. Sendo favorável, irá publicará os editais necessários para a regularização do sindicato.
4. Toda a documentação reunida será protocolada junto ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).
5. A equipe do CORAL acompanhará todo o rito junto ao MTE.

Fernando Damasceno – Portal CTB


Leia também:

Para fortalecer sua organização sindical, CTB lança o Projeto CORAL

Compartilhar: