Assédio na Coosaúde: cooperativa obriga trabalhadores a assinarem declaração falsa

A Cooperativa dos Trabalhadores e Profissionais de Saúde do Estado do Ceará (Coosaúde) está obrigando os cooperados a assisarem uma declaração, sem data, na qual o cooperado diz que trabalha de forma autônoma e sem subordinação. Esta declaração constitui assédio organizacional, pois todos sabem que os cooperados da Coosaúde são obrigados a registrar ponto eletrônico, há escalas fixas de trabalho e todo trabalho de enfermagem pelas normas do COFEN tem subordinação, sobretudo dos técnicos de enfermagem. Isto é tão verdade que toda escala tem assinatura de uma chefia. O que a Coosaúde está querendo é forjar uma situação inexistente para tentar se livrar da ação judicial que está respondendo na Justiça do Trabalho.

O Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Ceará (Sindsaúde-CE) orienta os cooperados a não assinarem esta fraude imposta pelo donos da cooperativa, principalmente porque sequer tem data. O Sindicato está denunciando ao Ministério Público a fraude trabalhista que a Coosaúde está cometendo.

Fonte: Sindsaúde-CE

Compartilhar: