Sem categoria

“Assassinos da líder camponesa dona Dora não podem ficar impunes”, diz Ivânia Pereira, da CTB

A secretária da Mulher Trabalhadora da CTB, Ivânia Pereira, divulga nota em que condena o assassinato da líder camponesa amazonense, Maria das Dores Salvador Priante, conhecida como dona Dora, assassinada a mando de latifundiários na quinta-feira (12). “É inconcebível que numa democracia civilizada, trabalhadores e trabalhadoras percam a vida dessa maneira brutal, sem a menor chance de defesa”, concebe Ivânia.

Ela faz questão de ressaltar a solidariedade da CTB no mesmo momento em que a Marcha das Margaridas clamava por mais justiça, segurança e autonomia para as mulheres nas ruas de Brasília, “acontecer uma crueldade dessas contra uma mulher é inaceitável. A CTB exige apuração rigorosa, prisão e punição dos responsáveis por mais esse crime hediondo contra a classe trabalhadora em nosso país. Os assassinos nãopodem ficar impunes”, diz.

A solidariedade aos familiares e companheiros de luta de dona Dora serve para unir a classe trabalhadora e as mulheres contra a violência. A secretária da Mulher Trabalhadora da CTB-SP, Gicélia Bitencourt, denunciará esse assassinato no grande ato da quinta-feira (20), contra a trama golpista de quem perdeu a eleição em 26 de outubro passado e em defesa da democracia e de avanço nos direitos humanos e da classe trabalhadora.

“Depois de comemorarmos os inéditos 30 anos de vida democrática, precisamos agora avançar para conquistarmos justiça e direitos iguais para todas e todos”, ressalta Gicélia. “Para construir o país dos nossos sonhos, precisamos de muita perseverança, unidade e solidariedade de classe”, defende.

Marcos Aurélio Ruy – Portal CTB

Compartilhar: