Nota de repúdio ao retorno das aulas presenciais no Paraná

A Central das Trabalhadoras e Trabalhadores do Brasil do Paraná (CTB-PR) vem a público repudiar veemente o decreto do governador Ratinho Júnior (PSD) que autoriza a volta das aulas presenciais no estado do Paraná.

O decreto, de número 6.637/2021, define o retorno das aulas presenciais da rede pública em 18 fevereiro no modelo híbrido – metade da sala assiste a aula presencial e a outra metade a distância.

Nós da CTB-PR somos totalmente contrários a qualquer tipo de atividade pedagógica presencial antes da vacinação e a imunização completa dos estudantes e dos profissionais da educação.

O Paraná chega, na data de hoje, a mais de 515 mil casos de coronavírus e mais de 9 mil mortes. A pressão sobre o sistema hospitalar é preocupante. A taxa de ocupação das UTIs é de 83%, com 1.000 das 1.209 unidades em uso. O aumento de casos e de falecimentos bateram recordes agora em janeiro.

Pensar em retorno presencial das aulas – sabendo do aumento dos contágios, da falta de vaga nas UTIs, do efeito que trará como o aumento de usuários do transporte público – é expor ao risco de vida os estudantes, os pais, profissionais da educação e, por consequência, toda sociedade.

Reiteramos que somos a favor da vida, do emprego e da educação. Portanto:
– Não ao retorno das aulas presenciais!
– Não a militarização das escolas!
– Todo apoio a APP-PR!
– Vacina para todos já!

Compartilhar: