A CTB do Paraná apoia os trabalhadores dos Correios do Brasil

A CENTRAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DO BRASIL – PARANÁ (CTB-PR) vem a público manifestar seu incisivo apoio as mobilizações e a GREVE DO TRABALHADORES DOS CORRREIOS DO BRASIL em curso neste mês de agosto de 2020.

De fato, os CORRREIOS DO BRASIL vem sido liquidados. É pública a determinação antinacional do governo federal de por fim a esta centenária empresa, entregando o controle dos serviços de encomendas, correspondências e cartas às empresas multinacionais.

A sociedade precisa fazer-se consciente de que – se consumado o fato privatista – os despachos e encomendas dos pequenos e médios empresários, já no futuro próximo, serão preteridos relativamente às encomendas das AMAZON’S da vida. Ou alguém acredita que uma multinacional como a AMAZON daria tratamento isonômico entre as suas entregas e as dos comerciantes que lhe fazem concorrência?

Os brasileiros e brasileiras das pequenas cidades do interior profundo e das periferias precisam saber que serão excluídos do serviço postal, porque as grandes empresas somente operam onde podem auferir seus lucros escorchantes. Esta aliás foi a história do pedágio, da telefonia celular, da energia elétrica, e de todos os monopólios naturais capturados por multinacionais.

Os brasileiros e brasileiras precisam saber que, tal como sempre ocorre em serviços privatizados, os custos do transporte de seus bens e correspondências serão majorados.

Bolsonaro não tem política de desenvolvimento econômico, não tem projeto de país. Os CORREIOS DO BRASIL são fundamentais para a integração política, administrativa e territorial da nação.

Tudo indica que seu governo será o mais entreguista e corrupto desde os escândalos da ditadura, empresas públicas estratégicas tem sido vendidas com deságios inaceitáveis. O Parque Eólico Campos Neutrais da Eletrobras/Eletrosul, construído graças a investimentos públicos de R$3,1 bilhões de reais foram agora em julho repassados a iniciativa privada por R$500 milhões (17% do custo de implantação), enquanto apenas uma das carteiras de crédito do Banco do Brasil foi repassada ao Banco BTG Pactual do ministro Paulo Guedes por um décimo (10%) de seu valor nominal. E este seria o destino dos CORREIOS DO BRASIL se não pudéssemos contar com a garra e determinação de seus trabalhadores. A sociedade brasileira exige a realização de um plebiscito revogatório dos crimes perpetrados contra o patrimônio do povo.

A precarização dos direitos do trabalho é parte da maliciosa jogatina privatista. Por isto, diversos serviços internos tem sido terceirizados, enquanto pretende-se que conquistas históricas do movimento sindical ECETISTA , como o Vale Alimentação virem pó. Por isto, a luta pela valorização dos ECETISTAS é uma luta pela valorização do trabalho de todos nós. A sociedade brasileira não aceitará que o padrão de trabalho sem direitos – como já ocorre com os trabalhadores de aplicativos – substitua as relações de trabalho atuais. A vitoriosa GREVE DA RENAULT que conquistou a reintegração de 747 operários demitidos bem indica que a reação do trabalho organizado já começou.

A CTB-PR presta apoio irrestrito aos trabalhadores e trabalhadoras da EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS, tendo a certeza de que o movimento paredista anunciado honrará a tradição de luta aguerrida dada por seus trabalhadores ao longo da história.

A CTB-PR estimula o conjunto de sua categoria a atuar de forma unitária no corajoso movimento paredista a ser iniciado no próximo dia 18 de agosto.

Juntos somos mais fortes!

Unidos comandaremos o futuro!

Os trabalhadores nada tem a perder, senão os grilhões que os acorrentam!

Curitiba, 17 de agosto de 2020.

CENTRAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DO BRASIL – PARANÁ

Compartilhar: