Nelson Piquet agora corre da Justiça

Por Altamiro Borges

Nelson Piquet, ex-piloto de Fórmula 1 que virou motorista do “capetão” Jair Bolsonaro, agora está correndo da Justiça. A revista Veja informa neste domingo (31) que ele sumiu para evitar ser “notificado da existência de um processo em que é acusado de racismo e homofobia contra o heptacampeão inglês Lewis Hamilton”.

Segundo a notinha, “o juiz Felipe Costa da Fonseca, da 20ª Vara Cível de Brasília, entendeu que não se deve tentar a conciliação com o ex-piloto, que numa entrevista em 2021 se referiu a Hamilton como ‘neguinho’… O problema é que as autoridades não sabem seu paradeiro”. Todo metido a valentão, o racista fugiu!

No processo judicial em curso, o chofer do fascista pode ser condenado a desembolsar R$ 10 milhões por danos morais coletivos e danos sociais. Apenas depois de citado é que se abrirá o prazo de 15 dias para que ele apresente uma eventual contestação. No texto sugestivamente intitulado “Procura-se Nelson Piquet em Brasília”, a revista Veja mostra que a situação do ex-piloto é bem complicada.

Chofer bolsonarista ameaça ministros do STF

“As declarações dele, condenáveis em todos os aspectos, rodaram o mundo e o colocaram na cada vez mais farta lista de celebridades ‘canceladas’ pela opinião pública… O Clube dos Pilotos Britânicos suspendeu a inscrição do brasileiro, e a Fórmula 1 decidiu banir o ex-atleta do paddock [local que abriga equipes, veículos, oficiais de prova e convidados durante as corridas]. A F1, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e a Mercedes, escuderia do heptacampeão, também expediram comunicados em solidariedade a Hamilton”.

Apesar do cerco, o ex-piloto segue fazendo barbeiragens. “O motorista de Bolsonaro tem espalhado material com ataques e ameaças de morte aos ministros do STF e a Lula. Recentemente, Nelson Piquet foi um dos que disseminou o vídeo feito por Ivan Rejane Fonte Boa Pinto, extremista preso por ordem de Alexandre de Moraes, a pedido da Polícia Federal”, postou o site Metrópoles. Até merecia mais uma multinha!

Charge: Thyagão

Compartilhar: