Bolsonaro deve chorar com três pesquisas

Por Altamiro Borges (charge de Jota Camelo)

Jair Bolsonaro deve estar chorando pelos cantos no Palácio da Alvorada. Duas pesquisas divulgadas na quinta-feira (30) confirmam que o fascista segue em queda acentuada. Na sondagem do PoderData, ele bate em 58% de rejeição, o maior índice registrado pelo instituto. Já a aprovação do seu governo, dos que consideram “bom/ótimo”, caiu de 27% para 25%.

Para piorar seu drama, o PoderData projeta um fragorosa derrota do “capetão” na disputa de 2022. No segundo turno, o líder petista Luiz Inácio Lula da Silva dispara com 56% das intenções de voto; Jair Bolsonaro tem 33%. O genocida também perde para todos os outros possíveis candidatos à sucessão presidencial – até para o governador tucano João Doria.

Já na pesquisa do Instituto Ipespe, o nível de rejeição de Jair Bolsonaro atinge 55%, o maior percentual desde janeiro de 2019, no início do seu governo. Na sondagem sobre o primeiro turno da eleição do próximo ano, a sondagem mostra que Lula teria 43% dos votos; o fascista, 28%; Ciro Gomes (PDT), 11%; João Doria (PSDB), 5%; Henrique Mandetta (DEM), 4%.

“Vou perder”? 

Outra sondagem que fez o presidente chorar foi divulgada pelo Diário do Centro do Mundo. Segundo a nota, “Bolsonaro reage mal à pesquisa encomendada por bolsonaristas: ‘Vou perder?’… A intenção era acalmar os ânimos e mostrar que os institutos exageravam a favor de Lula. O resultado não foi o esperado e deixou todos no governo apreensivos. ‘Eu vou perder’, teria dito Bolsonaro ao ministro Ciro Nogueira quando viu os números em seu gabinete”.

De acordo com o site, “os números incomodaram muito o presidente. A princípio, ele chegou a cogitar usar a tropa de choque das fake news para tomar alguma atitude. Mas uma fonte confirmou ao DCM que a ideia foi deixada de lado. Isso porque, a cúpula do governo, o Centrão, acredita que o momento é para moderar, não radicalizar”.

O DCM informa que teve acesso a parte da pesquisa interna encomendada por bolsonaristas, que não foi tornada pública. “Bolsonaro aparece com 27% das intenções de voto e Lula com 39%. A distância, na visão deles, nem é tanta assim e pode ser revertida. Mas há um ponto que preocupa. No levantamento, o petista aparece com 44% dos votos válidos e há o medo dele vencer já no primeiro turno”. Chora, fascista!

Compartilhar: