Wagner Gomes: São inaceitáveis as demissões em massa no ramo elétrico

Sob o pretexto de reduzir os custos de produção para viabilizar a diminuição dos preços da energia elétrica prevista na Lei 12.783 de 11 de janeiro de 2013, sancionada pela presidenta Dilma Rousseff, empresários do ramo estão promovendo demissões em massa. Cerca de 3 mil eletricitários já foram arbitrariamente dispensados e os sindicalistas temem um corte de 30% da força de trabalho empregada nas unidades de geração, transmissão e distribuição da energia.

A CTB reitera seu apoio à revisão tarifária e redução dos preços das contas de luz, iniciativas que beneficiam os consumidores e estimulam a produção industrial, mas considera inaceitável o uso da Lei como justificativa para as de demissões que estão sendo arbitrariamente promovidas pelas empresas e manifesta sua total solidariedade com a mobilização e luta da categoria em defesa do emprego.

São Paulo, 19 de fevereiro de 2013

Wagner Gomes, presidente da CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil)

Compartilhar: