Toda solidariedade ao presidente do Sindicato dos Rodoviários de Manaus

Manifestamos nosso repúdio à decisão do Tribunal de Justiça do Amazonas de decretar a prisão do presidente do Sindicato dos Rodoviários de Manaus, o companheiro Givanci Oliveira, que foi condenado a quatro anos de reclusão sob a acusação de obstrução da lei durante greve da categoria realizada em 2007 na garagem da empresa de ônibus Cidade de Manaus.

Expressamos ao mesmo tempo total solidariedade ao dirigente da entidade, que vem sendo alvo de notória perseguição, tendo inclusive sofrido intervenção judicial há cerca de duas semanas, quando toda sua diretoria foi destituída, sendo depois reintegrada por decisão liminar do próprio Judiciário.

A conduta do Tribunal de Justiça do Amazonas significa a criminalização da lua social e um desrespeito ao direito de greve e manifestação da classe trabalhadora. É inaceitável não só para a CTB como para o conjunto do movimento sindical e das forças que prezam a democracia, a liberdade e em particular o direito à greve.

Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – CTB

Compartilhar: