Adilson Araújo: Solidariedade aos que lutam por justiça e pelo Brasil

Desde o dia 31 de julho sete companheiros e companheiras realizam protesto, com greve de fome, exigindo que Supremo Tribunal Federal (STF) ponha em discussão as Ações Declaratórias de Constitucionalidade (ADCs), que questionam a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância.

Esses lutadores e lutadoras completam 21 dias sem comer, um sacrifício pela Democracia e contra, não só a prisão do ex-presidente Lula – fruto de um processo viciado e sem provas -, mas também contra tudo que se instalou no Brasil após o golpe de 2016.

A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) se soma aos milhares de brasileiros e brasileiras que acompanham essa jornada de luta e reitera seu compromisso incansável em defender a Democracia, lutar contra o desmonte do Estado e a retirada de direitos.

Também nos somamos aos que exigem que o STF discuta as ADCs, não só para reverter as arbitrariedades pós-golpe de 2016, mas, sobretudo, para reconduzir o país aos rumos do desenvolvimento, com valorização do trabalho e distribuição da renda.

Pela democracia e a justiça no Brasil, lutaremos!

Adilson Araújo
Presidente Nacional da CTB

Compartilhar: