Nota da CTB/RN em apoio e solidariedade à greve dos petroleiros e das petroleiras

A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, Secção do Rio Grande do Norte, vem a público manifestar total apoio e solidariedade à greve nacional da Categoria Petroleira iniciada no último sábado (01/02). A intransigência, a falta de diálogo e o entreguismo da gestão da Petrobrás, em conluio com o desgoverno Bolsonaro, está destruindo o patrimônio nacional e levando ao desemprego e miséria a maioria do povo brasileiro, estes são os maiores responsáveis pelo clima de revolta que toma conta do país.

No caso da Categoria Petroleira, a gestão da empresa ainda tem a desfaçatez de descumprir o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), sendo este um dos motivos pelos quais os trabalhadores e as trabalhadoras decidiram cruzar os braços. A Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (FAFEN) no estado do Paraná, conforme anunciado pela direção da estatal, foi covardemente “hibernada” acarretando na demissão de mais de 1.000 trabalhadores e trabalhadoras.

A direção da Petrobrás está descumprindo a cláusula 26 do ACT que determina que qualquer demissão em massa deve ser previamente tratada com os sindicatos e a Federação Única dos Petroleiros (FUP). O que não aconteceu. Isso que aconteceu com a FAFEN é o que está reservado para todas as refinarias, campos de petróleo, plataformas e unidades industriais que estão sendo postos a venda. Portanto, não restou outra alternativa aos petroleiros e petroleiras a não ser a Greve por tempo indeterminado que, nesse momento, cresce e mobiliza todas as bases do sistema Petrobrás em todo o país e no RN que, mesmo com grandes dificuldades, está dando sua contribuição nesse processo social, totalizando 11 estados.

A CTB-RN reafirma que a luta da classe trabalhadora está em primeiro lugar e é preciso dar uma resposta firme a essa atitude arbitrária dos atuais gestores da Petrobrás e desgoverno Bolsonaro. Por isso conclamamos todos os petroleiros e petroleiras a aderir a Greve para avançar na luta e defender os direitos, os empregos e o patrimônio nacional e, ao mesmo tempo, convoca todas as demais centrais sindicais e sindicatos urbanos e rurais a se mobilizarem para o enfrentamento a este desgoverno miliciano de Bolsonaro.

A Petrobrás é uma das estatais mais importantes do Brasil e tem como obrigação garantir a soberania energética em petróleo, gás natural, combustíveis e demais derivados de petróleo e o desgoverno Bolsonaro estão destruindo essa grande empresa, entregando o nosso petróleo e demitindo trabalhadores e trabalhadoras. Que ninguém se engane, mas os planos ultraliberais de Paulo Guedes tem por objetivo a completa extinção da Petrobrás. A CTB-RN está junto nessa jornada de lutas para o enfrentamento dessa política, contem com o nosso apoio e solidariedade para que a greve possa se fortalecer no RN e ser vitoriosa em todo o Brasil.

Só a luta firme e decidida garante a resistência contra todas essas arbitrariedades. Avante!

Jocelin Bezerra, presidente da CTB Rio Grande do Norte

Compartilhar: