Morre o revolucionário Sérgio Rubens, comunista e líder histórico do MR-8

A CTB manifesta seu profundo pesar pela morte do companheiro Sérgio Rubens de Araújo Torres, ocorrida na noite do último domingo (05/12). Dirigente do Partido Comunista do Brasil, Sérgio dedicou a vida à luta em defesa da democracia, da soberania nacional e dos direitos do povo.

Iniciou sua militância revolucionária ainda jovem, no movimento estudantil. Destacou-se na resistência à ditadura, organizando as mobilizações que eclodiram em 1968.

Foi também cineasta. Teve dois curtas-metragens premiados no Festival JB, então o evento mais importante do cinema amador no Brasil. Concebia o cinema, desde então, como uma arte ligada ao povo e a serviço do povo.

Por toda a vida, Sérgio manteria sua ligação com a cultura nacional e popular, sobretudo na arte cinematográfica. Nos anos de chumbo do regime militar, após a instituição do infame AI-5, diante do total fechamento do espaço político, ele foi um dos que optaram pela luta armada como forma de resistência.

CTB promete criar cineclube sugerido por Sergio Rubens em reunião com dirigentes da Central

Tornou-se um dos principais dirigentes do Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR8). Destacou-se pela coragem nas batalhas contra a ditadura. Eleito presidente do Partido Pátria Livre (PPL), Sérgio liderou o processo de unificação da legenda com o Partido Comunista do Brasil (PCdoB), do qual se tornou vice-presidente.

Há pouco mais de um mês, no dia 28 de outubro deste ano, Sérgio Rubens esteve na sede nacional da CTB, em São Paulo para debater uma proposta de cineclube focado em filmes revolucionários, ligados à história do movimento operário mundial.

Ele enxergava corretamente no cinema um poderoso instrumento de conscientização da classe trabalhadora e preparou diligentemente uma lista de filmes que podem servir a este propósito. Tinha uma reunião agendada com a secretária de Formação e Cultura, Eremi Fátima da Silva Melo, e a secretária adjunta da pasta, Marcia Almeida Machado, para discutir o tema na próxima quarta-feira (8).

Em memória deste revolucionário a CTB pretende concretizar o CineClube por ele idealizado. Será um espaço de interação e reflexão conforme sugeriu e também uma homenagem a esse grande lutador da pátria e do povo brasileiro. Serão exibidos na sede da CTB todos os filmes listados por Sérgio Rubens.

Neste momento de luto e tristeza, nossa Central classista expressa sua solidariedade a todos os amigos, amigas, companheiros, companheiras e camaradas deste grande revolucionário, à sua companheira Júlia, aos seus filhos, Janaína e Bernardo e aos seus netos.

São Paulo, 6 de dezembro de 2021

Adilson Araújo, presidente da CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil)

Compartilhar: