Em carta a parlamentares centrais reivindicam auxílio emergencial de R$ 600,00

Em correspondência encaminhada aos parlamentares que compõem o Congresso Nacional as seis maiores centrais sindicais brasileiras dizem que a ampliação do valor do auxílio é indispensável e urgente. Segue o texto na íntegra:

Prezado (a) Parlamentar

É urgente votar MP 1039!

O Auxílio Emergencial de R$ 600,00 é uma resposta política diante da emergência sanitária

A crise sanitária não espera e continua matando milhares de pessoas todos os dias no Brasil. Tragicamente, fruto principalmente da irresponsabilidade do governo federal, o país é o pior caso de combate ao Covid-19.

Está na agenda do Congresso Nacional a Medida Provisória 1039, que trata do auxílio emergencial. É urgente que essa MP seja votada nas duas Casas, ampliando o seu valor para R$ 600,00, com as regras aplicadas em 2020 e duração compatível com o período da pandemia.

A proteção econômica é fundamental para que as pessoas e as empresas possam cumprir o isolamento social necessário e aguardem os efeitos positivos da vacina e da imunização crescente. A proteção econômica evita mortes, permite que defendamos a vida de todos e protege a economia da recessão e do desemprego.

A emergência sanitária exige urgência política. Os mais de 320 mil mortos, número que cresce assustadoramente, o colapso do sistema de saúde e as mazelas das políticas do governo federal exigem respostas imediatas, firmes e ousadas.

É isso que esperamos do Parlamento brasileiro. 

São Paulo, 01 de abril de 2021

Adilson Gonçalves de Araújo

CENTRAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DO BRASIL – CTB

Sérgio Nobre

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES – CUT

Miguel Eduardo Torres

FORÇA SINDICAL

Ricardo Patah

UNIÃO GERAL DOS TRABALHADORES – UGT

José Reginaldo Inácio

NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES- NCST

Antônio Fernandes dos Santos Neto

CENTRAL DOS SINDICATOS BRASILEIROS – CSB

Compartilhar: