CTB repudia atentado da direita na Bolívia e manifesta total solidariedade ao governo Morales

Segundo informações publicadas pela agência oficial da Bolívia a direita neoliberal provocou uma explosão nesta quarta-feira (10-9) que causou danos em parte de um gasoduto que leva gás ao mercado brasileiro e provocou a suspensão parcial do fornecimento. 

O atentado ocorreu na localidade de Palmar Grande, no Grande Chaco boliviano, no departamento (Estado) de Tarija. O presidente da estatal YPFB, Santos Ramirez, e o ministro da Presidência, Juan Ramon Quintana, não vacilaram em apontar a responsabilidade da oposição pelo fato.

No momento, a direita empreende uma grande ofensiva para desestabilizar e derrubar o presidente índio do país, Evo Morales. Ele recebeu uma votação consagradora do eleitorado boliviano no referendo revogatório realizado recentemente e tem realizado transformações sociais e políticas profundas no país, o que incomoda as elites locais e o imperialismo ianque.

A CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil) manifesta sua irrestrita solidariedade ao presidente da Bolívia, democraticamente eleito e confirmado no cargo por mais de dois terços do eleitorado, saúda as mudanças progressistas que seu governo vem promovendo, repudia o ato criminoso e apela às autoridades brasileiras para que também condenem o terrorismo e exijam respeito ao estado de direito e à democracia no país vizinho.

Leia também:

Direita raivosa provoca explosão em gasoduto e pode reduzir gás enviado ao Brasil

Compartilhar:

Conteúdo Relacionado

CTB convoca para a Jornada mundial pelo trabalho decente

São Paulo, 08 de Outubro de 2008.

 

 

Of.: CTB/SG/69/OUT/2008

 

À

Estaduais da CTB

Ramos e Entidades Filiadas

 

Ref.: Jornada mundial pelo trabalho decente

 

 

A Organização Internacional do Trabalho instituiu em 1999 o conceito de trabalho decente em seu programa, que engloba os seguintes temas: direitos no trabalho, solidariedade e fim da pobreza e das desigualdades sociais.

Tal conceito, em nosso país, se traduz na defesa da redução da jornada de trabalho sem redução de salário, ampliação da oferta do primeiro emprego e de qualificação ao jovem, garantia de emprego digno com carteira assinada, respeito à organização sindical, combate

ao trabalho infantil e escravo, igualdade de direitos entre homens e mulheres e contra a discriminação de gênero, raça ou orientação sexual.

Foi convocada pelas centrais sindicais internacionais uma Jornada Mundial pelo Trabalho Decente. O dia 7 de outubro de 2008 (terça-feira) foi escolhido para que o movimento sindical organize seus trabalhos. No Brasil, pela proximidade com o processo eleitoral, a data será

10 de outubro, sexta-feira.

Nacionalmente, todas as centrais sindicais estão inseridas nesta campanha. Para desdobramentos nos estados, a CTB Nacional orienta que as coordenações estaduais procurem as demais centrais sindicais e organizem atos, mobilizações e outras atividades que tenham como tema as bandeiras do trabalho decente.

Caso não seja possível realizar eventos no dia 10 de Outubro, os Estados poderão trabalhar com outras datas que facilitem a mobilização.

 

Anexo segue cartaz da jornada.

 


Saudações classistas.
 
Pascoal Carneiro

Secretário-geral

Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – CTB