CTB reitera compromisso com a luta pela emancipação das mulheres

O 8 de Março é uma data que marca e revigora a luta das mulheres por igualdade e pela emancipação, uma batalha que hoje está estreitamente ligada à luta geral de toda a classe trabalhadora por direitos sociais e melhores condições de vida.

O capitalismo sempre usou o machismo, a violência e a discriminação de que as mulheres são vítimas ao longo de milênios para aumentar o grau de exploração da força de trabalho, rebaixando os salários das trabalhadoras e relegando-as no mercado de trabalho às profissões menos valorizadas e atividades mais cansativas, embrutecedoras e intensas.

Sob o governo fascista e misógino de Jair Bolsonaro não restam dúvidas de que essa tendência do sistema foi incentivada e a opressão sobre as mulheres aumentou notoriamente.

A CTB, Central dos Trabalhadoras e das Trabalhadoras Brasileiras, que tem por princípio a defesa da igualdade de gênero e a isonomia salarial e traz no nome o compromisso de representar trabalhadoras e trabalhadores, homenageia as mulheres neste 8 de Março reiterando sua ativa participação na luta sem quartel contra a discriminação, o marchismo, a violência e o feminicídio.

São Paulo, 8 de Março de 2021

Adilson Araújo, presidente da CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil)

Compartilhar: