CTB defende fortalecimento da Petrobras

A CTB considera que a oposição neoliberal antecipou o calendário eleitoral presidencial brasileiro. Sem um programa que permita ao país avançar, pelo contrário, utiliza de uma forma escandalosa os meios de comunicação para tentar criar um clima de instabilidade política e de terrorismo econômico.

Dentro desse contexto, apega-se a episódios que envolvem a maior empresa da América Latina, a brasileira Petrobras, e manipula para transformá-la em um instrumento eleitoral, desinformando a população com dados desvirtuados.

Essas forças não têm sequer autoridade moral para apresentar-se como defensoras dessa empresa, pois a governaram por anos e só não a privatizaram em função da resistência nacional, a partir das lutas da classe trabalhadora.

Além dessa ambiência de disputa eleitoral, tentam esconder outra questão de fundo: fragilizar a Petrobras e alterar suas prerrogativas garantidas no atual marco regulatório, destacadamente o importante regime de partilha e retirar a empresa de ser a executora única para exploração do pré-sal. Já existem iniciativas parlamentares nessa direção.

A CTB e os trabalhadores são os principais interessados na defesa do patrimônio público, de sua transparência e probidade.

Por isso, a CTB exige a mais rigorosa apuração de quaisquer denúncias, sem se deixar levar pelo falso moralismo da direita brasileira.

Nessa direção, atuará em todas as dimensões em defesa da Petrobras e não apoiará o oportunismo eleitoreiro em torno da Petrobras.

São Paulo, 11 de abril de 2014.

Direção Nacional da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB)

Compartilhar: