Um ano positivo para luta classista de combate ao racismo

A luta classista pela ampliação dos direitos da população visando uma sociedade mais igualitária fica evidenciada diante das ações cetebista pela igualdade racial.

Esta é uma das mais antigas bandeiras de luta dos movimentos sociais e a CTB, por meio de sua Secretaria de Combate ao Racismo, no decorrer de 2010 intensificou suas atividades e conquistou importantes avanços, principalmente, com a construção da rede nacional de combate ao racismo, junto as CTBs estaduais.

Apesar da rede nacional ainda estar engatinhando, sua consolidação no cenário da luta por igualdade de raça está acontecendo de forma ágil, pois a Secretaria de Combate ao Racismo da CTB vem ampliando sua presença e, gradativamente, conquistando seu espaço junto aos diversos movimentos sociais de luta ao racismo.

Essas participações culminaram com a importante presença em um conjunto de eventos fundamentais para o avanço dos direitos da população historicamente marginalizada no país.

Ainda sobre a importância de se aprovar o Estatuto da Igualdade Racial, a CTB participou das oficinas realizadas durante o Fórum Social Mundial (FSM), realizado em Porto Alegre, além de marcar presença na reunião da Comissão tripartite de gênero e raça, na secretaria de trabalho e emprego, que aconteceu durante o FIPIR (fórum intergovernamental de promoção de igualdade racial), em Brasília.

Outro evento que merece destaque foi a participação da CTB no 1º Encontro Nacional de Combate ao Racismo, em novembro. Durante o evento, houve o lançamento da campanha nacional de luta pela equidade das relações de trabalho.

O conjunto dessas ações, somadas aos anos anteriores de luta resultaram na aprovação do Estatuto da Igualdade Racial. O conjunto de propostas que demorou 10 anos até ser aprovado sofreu diversas modificações, mas não deixa de representar um avanço considerável para a luta e a CTB, mais nova central sindical do país e terceira maior em representatividade, contribuiu para mais essa vitória.

Para 2011, a Secretaria de Combate ao Racismo da CTB visa à ampliação, para todos os estados, da campanha nacional de luta pela equidade das relações de trabalho, construindo e ampliando a interação com os sindicatos filiados a central. Desta forma, a CTB busca fortalecer a pauta de reivindicação com ênfase na valorização do trabalhador afro descendente. Combatendo, desta forma, o racismo e buscando o fim da discriminação e opressão de gênero e raça em ambientes laborais.

Neste próximo ano, a CTB potencializará o trabalho institucional junto a SEPIR, do ministério do trabalho e SRTE (Superintendência Regionais do Trabalho e Emprego), ampliando suas ações sindicais em questões coletivas de luta pelo fim da discriminação nas principais capitais do país.

Igualdade racial já!!!

Compartilhar:

Conteúdo Relacionado