Prefeitura de Campinas alega déficit e negociação com servidores não avança

Terminou sem acordo a primeira reunião entre representantes do Sindicato dos Servidores de Campinas e a Prefeitura. ” Infelizmente não houve avanços, e a situação será debatida em assembleia ainda essa semana”, afirma Tadeu Cohen, presidente do STMC, entidade que representa quase 30 mil trabalhadores.

A caategoria pede reajuste salarial de 12,20%, vale-alimentação de R$ 1.127,23 – lembrando que o valor atual do benefício é R$ 982,46. Também é reivindicado aumento do vale nutricional, de R$ 155.46, e os servidores querem pagamento do abono salarial.

A Prefeitura de Campinas afirma que as aposentadorias consomem R$ 600 milhões ao ano e alega déficit de R$ 400 milhões do Camprev, órgão responsável pela administração do Regime Próprio de Previdência Social do município. Além disso, reclama que a tendência é de redução da arrecadação. Uma nova rodada está marcada para a próxima terça-feira (28), às 14h30, na prefeitura.

Fonte: STMC

Compartilhar: