Isis Tavares é a primeira mulher a presidir a CTB-AM

A professora Isis Tavares é a nova presidenta da CTB Amazonas.

Primeira mulher a assumir o cargo da estadual, a sindicalista foi eleita no 3º Congresso Estadual, realizado nos dias 30 e 31 de maio, no auditório da Vila Olímpica de Manaus.

O evento contou com a presença de quase cem delegados e delegadas de várias categorias profissionais, tanto da capital com do interior do estado, tais como trabalhadores em educação, do nível básico e superior, trabalhadores rurais, metalúrgicos, rodoviários, policiais civis, taxistas, camelos, petroleiros, estivadores, que elegeram uma chapa renovada em mais de 50% dos membros da gestão anterior.

Para a nova presidente da CTB-AM, o Congresso cumpriu seu papel. “Chamou o conjunto dos trabalhadores e das trabalhadoras ao debate e deixa seu registro histórico na grande luta da classe trabalhadora amazonense”, afirmou Isis Tavares, filha de um sargento do Exército e de uma dona de casa à frente de sua época.

“Minha mãe sempre foi feminista mesmo sem saber do que se tratava. Quando todas as mães das meninas conhecidas criavam uma rotina de trabalhos domésticos a serem cumpridos com prioridade, minha mãe nos incentivava a estudar, participar de cursos, esportes, etc, como prioridade absoluta”, revela a professora manauara, que completa  51 anos no próximo dia 28 de agosto.

Com esse incentivo, Isis se tornou funcionária pública estadual em 1993, através de concurso público. Mas ela não parou por aí. No começo da década de 90, iniciou um curso de Pedagogia,  quando se aproximou do movimento estudantil e da política. “Participei de duas gestões do Centro Acadêmico de Pedagogia, uma como Secretária-Geral, e outra como Presidente; fui também representante discente no Conselho Universitário e diretora da Faculdade de Educação- (Faced), no DCE da Universidade do Amazonas”, relembra a sindicalista.

Ao final do curso de pedagogia, em 1996, a dirigente foi convidada por Raimunda Gomes, a atual secretária da mulher da CTB, para compor a chapa de oposição do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam), que sagrou-se vencedora. “Assumi a secretaria do Interior. Não compus a segunda gestão. Em 2005, após a greve da categoria, fui eleita presidente do Sinteam e reeleita presidente em 2008”.

Em 2010, Isis Tavares foi eleita Secretária de Gênero da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), e em 2012, Secretaria de Finanças pela composição “Com força e ousadia”, Marcus Libório.

Agora, em 2013, a sindicalista se prepara para o desafio de presidir a CTB Amazonas, como a primeira mulher a ocupar a pasta no estado. “As mulheres historicamente não veem refletida sua presença na sociedade, nos espaços de poder e decisão, sejam eles, em empresas privadas, institucional ou nas entidades do movimento social, em particular do movimento sindical”.

De acordo com a sindicalista, sempre que uma mulher ocupa estes espaços, há uma tentativa de desqualificação, o que nunca é feito com os homens. “Pelo contrário, quanto mais tarefas os homens assumem, maior é considerada sua capacidade política e administrativa”, destaca ao completar “Mas quando conseguimos chegar aos cargos de maior poder e decisão, além de abrir os espaços, consolidamos a nossa presença neles”,  analisa a presidenta da CTB-AM.

Portal CTB

Compartilhar: