Em defesa da universidade pública, vice-reitora da Uneb prestigia Congresso da CTB

A vice-reitora da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Carla Liane, esteve no 4º Congresso Nacional da CTB para denunciar a ameaça que paira sobre o ensino superior no país. Liane ataca a proposta do Ministério de Educação (MEC) de cobrar mensalidades nas universidades federais.

“Devemos fazer justamente o contrário e fortalecer a universidade pública como forma de promover o desenvolvimento do conhecimento incluindo a classe trabalhadora, valorizando a dimensão social do ensino superior”, afirma.

A vice-reitora da maior universidade da Bahia é socióloga e se define como “mulher, negra e moradora da periferia”, ela acentua o caráter popular de sua candidatura à reitoria da Uneb.

“Nosso projeto defende uma universidade que dialogue com os movimentos sociais, seja internamente com os representantes dos trabalhadores e trabalhadoras da Uneb, seja com os movimentos externos aos campi universitários”, reforça.

Para ela, a universidade deve cumprir “o seu papel de transformadora da sociedade” e, portanto, seja “socialmente referenciada, valorizando a pesquisa, o conhecimento e o processo civilizatório”. Por isso, “não abram mão das universidades públicas”. A CTB apoia a candidatura de Carla Liane para a reitoria da Uneb.

Portal CTB – Marcos Aurélio Ruy. Foto: Manoel Porto

Compartilhar: