Dia 15 será um marco na história de luta do povo brasileiro

A próxima quarta-feira (15) será um marco na história de luta do povo brasileiro em defesa da Educação, democracia e justiça social. Participe. Defenda a Educação e ajude a mudar os rumos desse país

Por Daniel Iliescu*

Em um país marcado pela desigualdade, o acesso à Educação pública significa, na realidade de grande parte da população, o sagrado direito de “ter alguma chance na vida”, um emprego digno e condições de vida razoáveis.

É esta perspectiva de um futuro melhor, nos sonhos de milhões e mais milhões de brasileiras e brasileiros, que é atacada covardemente pelo governo lesa-pátria de Jair Bolsonaro e de seus despreparados ministros da Educação, Abraham Weintraub e da Economia, Paulo Guedes.

Ao enorme corte de bilhões de reais dos orçamentos das universidades e institutos federais somam-se:

O corte monumental anunciado no Fundeb, que atingirá fatalmente o financiamento das redes estaduais e municipais de Educação (já abalado pela criminosa Emenda do Teto de Gastos);

Os cortes de milhares de bolsas de pesquisa na graduação e na pós-graduação e à sabotagem da ciência e tecnologia nacionais;

As ameaças de não investimento nas ciências humanas (especialmente a Filosofia e a Sociologia);

Os ataques às políticas educacionais desenvolvidas nos últimos anos como as Cotas e a Educação Inclusiva; além da injustificável perseguição aos profissionais da Educação, seja com a cassação de seus direitos, como nas Reformas Trabalhista e da Previdência, seja com o constrangimento de sua garantia constitucional às liberdades de pensamento e de cátedra.

O presidente Bolsonaro cada dia mais revela-se inimigo do Brasil e da Educação de todos (de seus opositores e de seus eleitores).

Partiu dos estudantes mais este grito de coragem e rebeldia. Espalhados por todos os cantos do país, eles fizeram um chamado à consciência nacional e deram o tom da justa indignação em grandes assembleias e manifestações de rua.

Os sindicatos de trabalhadores da Educação pública e privada, além de inúmeras entidades, movimentos e lideranças acadêmicas e políticas reforçaram este sentimento de unidade em defesa da Educação e do Brasil.

Neste 15 de maio, diante de nós, temos uma oportunidade e um desafio:

Juntarmos muita gente nas ruas de nosso país para defender a Educação dos cortes e das maldades do governo federal e, ao mesmo tempo, dialogarmos com a maioria do Brasil, despertarmos os corações e as mentes da ampla maioria do nosso povo para resistir não só ao sucateamento da Educação brasileira, mas também a este projeto de boicote do Brasil, que, infelizmente, é o compromisso de Bolsonaro e companhia, mas, felizmente, não é o de milhões de brasileiros que o elegeram.

Prejudicar estudantes e professores é ir contra o Brasil! Não investir em Educação é condenar o povo à miséria e à barbárie!

Como participar do 15M e ajudar a defender a Educação brasileira?

Junte e organize colegas estudantes, professores, diretoras, merendeiras, zeladores, mães, pais, responsáveis, todas e todos que são ligados à sua universidade, escola ou creche, para explicar a toda a comunidade os motivos deste 15 de maio;

Realize abaixo-assinados, panfletagens, jograus, aulas públicas, dinâmicas pedagógicas, brincadeiras e outras iniciativas para chamar atenção da população para nossas opiniões;

Informe-se aonde e a que horas será a manifestação unitária na sua cidade e mobilize seus amigos, colegas e familiares (em Petrópolis, por exemplo, será 17h na Praça dom Pedro; no Rio, a partir das 15h na Candelária; em São Paulo no Masp, também à tarde…);

Leve seus cartazes, suas bandeiras, suas camisas e adesivos em defesa da Educação e manifeste suas ideias e as ideias do movimento ou entidade da qual você participa;

Leve um livro, símbolo maior das soluções que propomos para os reais problemas do nosso país;

Converse, fale com todos e escute o que as pessoas têm a dizer. Precisamos de todas e todos, sem exceção. O diálogo é nossa grande arma nesta luta por uma sociedade pacífica, desenvolvida, justa e realmente educada.

Dia 15 de maio defenda a Educação e ajude a mudar os rumos do Brasil!

*Daniel Iliescu é professor e sociólogo. Foi presidente da UNE entre 2011 e 2013 e hoje preside o PCdoB em Petrópolis-RJ

Compartilhar: