CTB reafirma políticas sociais como prioridade para 2010

A Secretaria de Políticas Sociais, Esporte e Lazer da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) promoveu e participou, ao longo dos últimos 12 meses, de diversas reuniões, encontros, oficinas e debates com as CTB’s estaduais com o objetivo de ampliar a inclusão do trabalhador e da trabalhadora a projetos recreativos e esportivos.

No decorrer desse período, foram realizados debates para estabelecer um convenio com o Ministério do Esporte visando o fortalecimento do Projeto Segundo Tempo (PST). Assim como foi deliberada a participação da CTB no processo de Conferência Nacional de Esporte.

A CTB teve, também, uma participação positiva na 1ª Vídeo Conferencia sobre Trabalho Infantil, dirigida aos professores da rede pública estadual, com exibição em 91 diretorias de ensino do estado de São Paulo.

Outro ponto de fundamental importância para a luta classista foi à eleição de Carlos Rogério de Carvalho Nunes, para o Conselho Nacional da Assistência Social (CNAS), para a gestão 2010/12.

Como membro da Coordenação dos Movimentos Sociais (CMS), a CTB organizou a participação classista na Assembleia dos Movimentos Sociais, evento em que foi articulada a realização da campanha “Cartão Vermelho ao Trabalho Infantil”, além da elaboração do “Projeto Nacional Popular dos Movimentos Sociais”.

Nas lutas agrárias a CTB esteve sempre atuante. Durante a realização do Plebiscito Popular pelo Limite da Terra, na semana da Pátria, a CTB, juntamente com a Federação Sindical Mundial (FSM), foi para as ruas brasileiras colher assinaturas e esclarecer a população sobre a importância de se limitar a propriedade da terra para a realização, efetiva, da reforma agrária.

No campo internacional, a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Brasil participou ativamente da realização de eventos e debates que fortaleceram a luta social contra o imperialismo capitalista. No Fórum Social das Américas, no Paraguai, a CTB esteve presente aos debates: “O protagonismo dos trabalhadores e dos movimentos sociais no processo de mudança política no continente”, que deu continuidade as discussões sobre “Um outro mundo é possível”.

Para o ano de 2011 a secretaria tem como desafio efetivar o convênio do PST, com o Ministério do Esporte, assim como fortalecer o trabalho que já está sendo desenvolvido de combate ao trabalho infantil, além de consolidar e aumentar a presença da CTB na área da assistência social, por meio da participação no CNAS e na articulação das CTB’s nos estados, enfatizando o tema da Assistência Social como política pública de Estado e como a defesa dessa política é fundamentalmente importante para a luta classista.

Compartilhar:

Conteúdo Relacionado