Mercado de trabalho está péssimo para todos

A crise econômica nacional e a falta de políticas do governo Bolsonaro prejudicam o mercado de trabalho e as pessoas mais velhas são atingidas. Estudo da consultoria LCA aponta que os problemas contribuíram para a disparada na quantidade de homens entre 50 e 69 anos que não trabalham nem procuram emprego, mesmo sem receber aposentadoria ou pensão. 

Em 2017, o total de pessoas nestas condições era de 1,843 milhão, o que representava 9,6% dos homens na faixa etária. O índice é 11% maior do que o registrado em 2016, ou seja, são 189 mil pessoas a mais. 

O grupo das pessoas acima de 50 anos sem aposentadoria e sem trabalho é denominada de ‘nem nem maduros’ pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada). Os homens que se encaixam na modalidade representavam, em 1992, 4,2% da faixa etária. Em 2005, passou para 6,2% e chegou a 8,3% em 2015.

A LCA Consultores ainda constatou que a maioria (1,418 milhão) é beneficiária de programas sociais, como Bolsa Família e BPC (Benefício de Prestação Continuada). Além de ser sustentada por outros integrantes da própria família, como esposas e filhos.

 

Com informações de bancariosbahia.org.br

Compartilhar: