Ministro do Meio Ambiente mentiu sobre Fundo Amazônia, segundo Embaixada da Alemanha

O ministro havia dito que o governo alemão aceitou alterar regras do Fundo Amazônia, mas não foi bem assim. A mentira parece ser a arte suprema do governo Bolsonaro, cuja eleição foi feita com base na difusão de Fake News

A Embaixada da Alemanha no Brasil desmentiu, nesta sexta-feira (6), a afirmação do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, de que o governo alemão aceitou alterar regras do Fundo Amazônia, utilizado para ações de conservação da floresta.

Durante a Conferência do Clima da ONU em Madri (COP-25), Salles afirmou que a Alemanha, doadora do Fundo Amazônia ao lado da Noruega , “já topou” a nova proposta. O fundo foi esvaziado depois de declarações estapafúrdias do chefe do Palácio do Planalto sobre o desmatamento na região.

Durante a COP-25, Salles não quis detalhar que tipo de mudanças pretende implantar no fundo, mas assegurou que o governo alemão já havia concordado. “Entregamos uma minuta aos doadores, que estão estudando a proposta. A Alemanha já topou. Falta a Noruega”, afirmou.

Mas, consultada pelo jornal Valor, a Embaixada da Alemanha recebeu as informações “com espanto” e desmentiu o ministro. Veja a manifestação da Embaixada:

“A Embaixada da Alemanha recebe com espanto as declarações sobre o Fundo Amazônia veiculadas nesses últimos dias. A Embaixada recebeu no início dessa semana, uma proposta formal do BNDES para reformular o Fundo Amazônia, autorizada, segundo o BNDES, pelo Ministro Salles. Esta proposta está em avaliação e a Alemanha não comentou o assunto até o momento com o lado brasileiro. A avaliação será realizada em estreita colaboração com a Noruega”.

Fonte: Com informações do Valor

Compartilhar: