Uruguai: Ensino privado adere à greve convocada pelo PIT-CNT nesta quarta

Sindicados do ensino privado irão participar da greve nacional da central sindical uruguaia PIT-CNT, que será realizada nesta quarta-feira (25)  para “aprofundar as conquistas alcançadas”. 

O sindicato dos trabalhadores do ensino privado (Sintep) paralizará seu trabalho às 11 horas (horário local) e seus filiados assistirão a marcha e concentração programadas para ocorrer ao meio-dia. O Sintep anunciou que os trabalhadores ficam em “liberdade de ação” para estender a greve por até 24 horas. 

O secretariado do PIT-CNT convocou a mobilização em meio a negociações com o governo para melhorar os salários e as condições de trabalho. Após reconhecer as conquistas sindicais obtidas desde 2005, onde a Frente Ampla assumiu o governo, o PIT-CNT defende que “ainda falta muito caminho para percorrer para que ocorra a justiça social”. 

“Só aprofundando as mudanças se defenderá o projeto de país produtivo com justiça social, defendendo do modelo neoliberal que levou o Uruguai à crise, desemprego e miséria e que hoje a direita quer voltar a impor”, disseram 

Fonte: Prensa Latina 

Compartilhar: