Unasul: reunião foi “histórica”, diz Vázquez

MONTEVIDÉU, 16 SET (ANSA) – Tabaré Vázquez, presidente do Uruguai, considerou hoje "histórica" a reunião de governantes da União das Nações Sul-Americanas (Unasul) que ontem em Santiago do Chile expressaram seu total apoio ao governo constitucional da Bolívia.

"Os países sul-americanos demonstraram que podem se unir com firmeza na defesa da democracia e da integridade territorial de nossos países", disse hoje Vázquez em uma reunião com líderes rurais.

Vázquez explicou aos diretores da Associação Rural que os presidentes da Unasul se manifestaram contra qualquer tipo de intromissão externa que promova uma "tentativa de quebra institucional".

O presidente do Uruguai, de noite, retornou da reunião realizada no Chile onde os mandatários expressaram seu "total apoio" ao governo de Evo Morales, "cujo mandato foi aprovado por uma grande maioria no último referendo".

No documento final afirmaram que "não reconhecerão qualquer situação que implique em uma tentativa de golpe civil, a ruptura da ordem institucional ou que comprometa a integridade territorial da República da Bolívia".

Vázquez recusou falar da denúncia de Morales e seu colega da Venezuela, Hugo Chávez, no sentido do governo dos Estados Unidos estar por trás da desestabilização na Bolívia.

O presidente uruguaio disse que "não pode falar de algo que não tem provas", noticiou o site uruguaio Observa.

Vázquez visitou as autoridades da Associação Rural durante a Expo Prado 2008, a maior exposição agropecuária e industrial que se realiza anualmente em Montevidéu. (ANSA)

Compartilhar:

Conteúdo Relacionado