Trabalhadores da GM realizam atos simultâneos em oito países

Metalúrgicos da General Motors (GM) de oito países realizaram o “Dia de Ação Global” contra os “Ataques da GM” nesta quarta-feira (23). De forma simultânea, foram organizadas atividades na Alemanha, Argentina, Brasil, Colômbia, Espanha, Estados Unidos, França e Itália.

Na França, os trabalhadores estão em greve contra a ameaça de fechamento da fábrica. Na Colômbia e Argentina, trabalhadores lesionados estão sendo demitidos. Também está previsto o fim da fábrica de Grand Blanc, no estado de Michigan, nos EUA

Brasil

No Brasil, a rodovia Presidente Dutra, principal ligação entre São Paulo e o Rio de Janeiro, foi bloqueada durante uma hora, no início da manhã de terça-feira (22), pelos metalúrgicos de uma das oito fábricas do complexo da General Motors (GM), em São José dos Campos (SP). Eles protestam contra o risco de demissão de 1,5 mil trabalhadores.

“O objetivo da manifestação é pressionar a GM a fechar um acordo que evite as demissões. Além do protesto faremos uma greve de 24h”, afirmou o dirigente Nilson Andrés, o Chileno, representante da CTB, que contesta a alegação da empresa acerca de mudança no quadro dos funcionários devido aos altos salários.

Com informações do “Brasil de Fato”

Compartilhar: