Professores paraguaios seguem em protesto nesta quarta

No Paraguai, sindicatos dos professores junto com organizações camponesas realizam nesta quarta-feira (2) o segundo dia consecutivo de protestos contra os descontos salariais para professores e em repúdio a uma lei que privatiza empresas estatais. 

Na última terça-feira (1º/10) os paraguaios encerraram a mobilização com uma concentração em frente ao palácio do governo, os manifestantes continuaram, nesta quarta, o protesto com outra marcha no centro de Assunção. 

As reivindicações da categoria são a devolução aos educadores dos descontos no salário do mês de setembro pelos dias de greve realizada em agosto, também pedem a não aprovação da lei da Aliança Público-Privada, pois, segundo eles, ampliaria as privatizações no país.  

Os professores insistem na ilegalidade do corte de suas remunerações e agregam que foram feitos de forma irregular, ele alegam que a porcentagem descontada não é uniforme, isso ocorre por falta de controle do Ministério da Educação. 

Os sindicatos nacionais e a Federação Nacional Camponesa que fecharam vias nos protestos que qualificam de “abertura sem controle para o investimento privado no setor estatal da economia”. 

Fonte: Prensa Latina 

Compartilhar: